terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

diario

Como me entender???

Misterioso, simples,
Complexo, fascinante.
Como entender-me?


Minhas reações, vontades,
Sâo inconstantes.
Deixei tudo para trás,
No mesmo instante,
Não quis mais viver.
Vivendo em constante
Batalha com a vida:
Às vezes gostaria que tudo fosse rápido,
Como uma overdose.
Às vezes, quis a lentidão, a calma.
De um pulso cortado
Ah, se eu pudesse parar a vida...


Viver num mundo onde tudo foi criado
Minha mente ta obscura, por que eu busco e não encontro nada?
Sempre ansioso para saciar meus desejos:
Nenhuma droga foi suficiente.
Mas foi preciso caminhar, seguir em frente.
Mesmo quando as forças pareciam fracas,
Foi preciso ir adiante,
Foi preciso subir as montanhas do inferno,
Atravessar o vale da morte,
Foi preciso dar passos inseguros
Para que outros também criem coragem
De arriscar mais um dia,
Como se fosse o último dia ou o
Primeiro da vida...

"Sem pensamentos de mudança
ter minha vida levada embora
herdando as habilidades de
o morto para caçar e viver
o morto para caçar e morrer
porque esse é meu único jeito

Nunca entendendo
o amanhã nunca vem
esperando e acreditando
que eles entenderam errado
por que nós fomos feitos para sofrer
pela ignorância deles/delas
subestimado
pra mim não faz sentido nenhum

Devorando meus últimos dias
sem pensamentos de mudança
ter minha vida levada embora."

Vou parando por aqui

PAZ AMOR E EMPATIA.

Um comentário:

Marcelo da Silva disse...

kurt vc é o kara, se presizar comvesar pra dezabafar mim ADD marcelo5-nirvana@hotmail.com